ULTRASSONOGRAFIA DA TIREOIDE COM DOPPLER

Como é realizado este exame?

O Doppler da tireoide é um exame de diagnóstico por imagem realizada com o paciente deitado, pescoço esticado e levemente estendido para trás. Aplicamos o gel e colocamos o transdutor (aparelho do ultrassom) no pescoço para avaliar a glândula tireoide.

O Doppler, ou Dopplerfluxometria, é um complemento da ultrassonografia, um recurso do próprio aparelho de ultrassom que permite ao médico (radiologista ou ultrassonografista) avaliar o fluxo de sangue nos vasos sanguíneos (artérias e veias).

Este exame é acessível, rápido, não invasivo e seguro (não utiliza nenhum tipo de radiação), não apresenta efeitos colaterais e é indolor.

Durante o exame o médico observa e interpreta as imagens e, no final, redige um relatório para o médico assistente que solicitou o exame.

Quando indicar o Doppler de tireoide?

O Doppler de tireoide está indicado para todos os pacientes, em qualquer faixa etária, quando objetiva-se avaliar a glândula tireoide, sua função e possíveis alterações.

Este exame está indicado quando:

  • Em caso de alterações das taxas hormonais (TSH, T3, T4) vistas ao exame de sangue;
  • Clínica sugestiva de baixa produção hormonal (Hipotireoidismo) ou alta produção hormonal (Hipertireoidismo). O Doppler permite diferenciar uma alteração da outra pelo maior fluxo de sangue no Hipertireoidismo e baixo fluxo no Hipotireoidismo;
  • Exame de rastreio, 1 vez por ano, para os pacientes diagnosticados com Tireoidite de Hashimoto. Trata-se de uma doença auto-imune, mais comum entre a população feminina. Com o Doppler podemos diferenciar a Tireoidite no estágio inicial da Doença de Graves, em que nessas duas condições há um maior fluxo de sangue chegando para a glândula, onde o principal diferencial é a velocidade em que esse sangue chega.
  • Controle anual ou semestral, a critério do médico assistente, para os nódulos suspeitos que ainda não possuem critérios para punção. O Doppler de tireoide facilita a identificação, classificação e medida desses nódulos; e
  • Aumento do volume da glândula (bócio).

O que o médico avalia no Doppler de tireoide?

A glândula tireoide faz parte do sistema endócrino e tem como função a produção de hormônios, indispensáveis à regulação do nosso organismo. Essa glândula está localizada no pescoço, anteriormente à traqueia (região da “garganta”).

A ultrassonografia da tireoide permite ao médico, radiologista ou ultrassonografista, avaliar esta glândula e com isso auxilia no diagnóstico de múltiplas patologias (doenças), quanto:

  • À forma, que pode ser um aumento difuso, bócio multinodular, ou nodular. Os nódulos podem ser únicos ou múltiplos, benignos ou malignos, produtores de hormônios ou não;
  • À função (hipertireoidismo ou hipotireoidismo); e
  • Às cadeias linfáticas (ínguas) e planos adjacentes, que são pele, tecido subcutâneo e planos musculares da tireoide.

O exame é considerado normal quando as estruturas estudadas não apresentarem alterações.

Caso contrário, o médico (radiologista ou ultrassonografista) relata o que observou, sendo esta informação posteriormente relacionada com a história clínica e outros meios complementares de diagnóstico e terapêutica pelo médico assistente.

Doppler de tireoide precisa de preparo?

O Doppler de tireoide não requer preparo.

Caso o paciente tenha exames anteriores relacionados à região a ser examinada pedimos a gentileza de trazê-los. A comparação com exames anteriores proporciona diagnósticos mais precisos e evita, muitas vezes, a realização de exames adicionais.

Em caso de dúvidas, sinta-se à vontade para falar com um dos médicos da nossa equipe. Estamos à sua disposição para qualquer esclarecimento. Na Clínica Florez liberamos o laudo do exame na hora.

Quem é o médico que realiza este exame na Clínica FloRez?

Este material tem objetivo informativo e não isenta a necessidade de consulta a profissional capacitado e habilitado.