ULTRASSONOGRAFIA TRANSVAGINAL

Como é realizado este exame?

A ultrassonografia pélvica ginecológica pela via endovaginal (transvaginal) é realizada com a paciente em posição ginecológica, com a bexiga vazia, e colocamos o transdutor endocavitário pela cavidade vaginal (via transvaginal).

A via transvaginal é preferida à via abdominal (ultrassom da pelve feminina), pois útero é um órgão que fica abaixo do osso púbis. O fundo da vagina possui um contato maior com o útero e os ovários e, por isso, a via endovaginal permite uma melhor visualização das estruturas estudadas. Esta via, no entanto, é contraindicada em crianças e mulheres adultas virgens (ainda não tiveram relação sexual pela via vaginal).

Este exame é acessível, rápido, não invasivo e seguro (não utiliza nenhum tipo de radiação), não apresenta efeitos colaterais e é indolor.

Durante o exame o médico (radiologista ou ultrassonografista) observa e interpreta as imagens e, no final, redige um relatório para o médico assistente que solicitou o exame.

Quando indicar a ultrassonografia transvaginal?

A ultrassonografia transvaginal é um exame que permite avaliar a bexiga e os órgãos reprodutores femininos, útero e ovários.

Esta ultra está indicada nos seguintes casos:

  • exame de rotina, realizado 1 vez por ano, como prevenção e detecção precoce de doenças;
  • na menarca (1ª menstruação); e
  • para avaliar malformações uterinas.

Outra indicação é em caso de queixas pela paciente, como:

  • dor local (no pé da barriga);
  • cólicas;
  • alteração do fluxo menstrual (aumento, irregularidade ou ausência); e
  • presença de acnes, ganho de peso e melasma (manchas marrons no rosto), que são sinais e sintomas da síndrome do ovário micropolicístco.

Este exame está indicado para mulheres que já tiveram relação sexual pela via vaginal, não pode ser realizado em pacientes virgens, que não tiveram relações sexuais, sendo nesse caso, indicado a via abdominal.

O exame pode ser realizado em qualquer fase do ciclo menstrual, inclusive durante a menstruação. É preferido não ser realizado neste período por desconforto da paciente, porém não é uma contraindicação.

Está indicada também na avaliação da gravidez, mas temos um exame específico para essa análise que é a ultrassonografia obstétrica.

O que o médico avalia a ultrassonografia transvaginal?

Na transvaginal o médico, radiologista ou ultrassonografista, avalia a anatomia, a forma e o tamanho dos órgãos reprodutores femininos, útero e ovários.

É avaliada a estrutura desses órgãos e algumas alterações podem ser vistas, como a presença de:

  • Nódulo no útero, 90% correspondem a miomas, que são benignos em sua maioria;
  • Cistos no útero ou nos ovários;
  • Endometriose ou endometrioma, melhor avaliado por Ressonância Magnética;
  • Gravidez; e
  • Malformações genéticas (já nascemos com).

O exame é considerado normal quando as estruturas estudadas não apresentarem alterações.

Caso contrário, o médico (radiologista ou ultrassonografista) relata o que observou, sendo esta informação posteriormente relacionada com a história clínica e outros meios complementares de diagnóstico e terapêutica pelo médico assistente.

A ultrassonografia transvaginal precisa de preparo?

Para melhor avaliação dos órgãos e conforto da paciente, é necessário que a bexiga esteja vazia (faça xixi antes do exame). 

Caso o paciente tenha exames anteriores relacionados à região a ser examinada pedimos a gentileza de trazê-los. A comparação com exames anteriores proporciona diagnósticos mais precisos e evita, muitas vezes, a realização de exames adicionais.

Em caso de dúvidas, sinta-se à vontade para falar com um dos médicos da nossa equipe. Estamos à sua disposição para qualquer esclarecimento. Na Clínica Florez liberamos o laudo do exame na hora.

Quem é o médico que realiza esta ultrassonografia na Clínica FloRez?

Este material tem objetivo informativo e não isenta a necessidade de consulta a profissional capacitado e habilitado.